Gillian Rayner 2

Recentemente, a ACRO – Associação Brasileira de Acrobacia Aérea, renovou sua diretoria e com isso, muitos dos conceitos de acrobacia no Brasil, sem contar, reafirmando antigas e cada vez mais, novas parcerias.

A ACRO é a entidade mais antiga de acrobacia no Brasil e uma das únicas reconhecidas na América do Sul pela FAI – Federação Aeronáutica Internacional, órgão que regula os principais campeonatos mundiais, tais como Campeonatos Mundiais de Acrobacia, Grand Prix de Jogos Mundiais e a Red Bull Air Race.

A relação entre ACRO e FAI é antiga, e está se consolidando cada vez mais através da nova geração.

No dia 23 de Abril de 2016, o vice presidente da ACRO, Murilo Rovina, se encontrou na cidade de Boituva, no interior de São Paulo, com a diretora executiva da FAI, a carismática Senhora Gillian Rayner.

Sra. Gillian, de nacionalidade inglesa, assumiu o cargo na FAI em 18 de Outubro de 2014 durante uma das reuniões da Federação, a 108ª Conferência Geral em Pattaya na Tailândia e foi a primeira mulher a assumir a função. Sua nominação ao cargo foi apoiada pelo CNFAS (Conselho Nacional das Federações Aeronáuticas e Desportivas) e o Aero Clube da França.

Em uma oportunidade única, Murilo pôde conhecê-la e apresentar a Associação Brasileira de Acrobacia Aérea, expondo as operações, equipamentos bem como reforçar os ideais do treinamento e acrobacia aérea de competição no Brasil.

‘’Uma conversa informal, porém frutífera, com uma pessoa extraordinária! Pude demonstrar todo o ânimo que estamos trabalhando pela acrobacia aqui no Brasil, com a ACRO, na formação de novos talentos especialmente na formação inicial em competição, aprendendo cada vez mais. Sabemos que os europeus são muito tradicionais na acrobacia aérea, mas é através deste intercâmbio que novos aprendizados e oportunidades vão surgindo. Comentei a respeito da organização de campeonatos mundiais no Brasil e não me decepcionei com a resposta. De fato, há chances concretas da realização de etapas, visto que a maioria dos campeonatos anteriores foram realizados em países da Europa ou na América do Norte. Há intenção de descentralização das localidades que sediam os campeonatos, visto que associações e entidades do mundo todo são afiliadas à FAI. A respeito da participação da ACRO em campeonatos regionais, nacionais e mundiais, não há dificuldade nenhuma. Gillian me colocou em conversa com o Presidente da CIVA (Comitê Internacional de Acrobacia Aérea), Nick Buckenham e tive também o apoio dele nesse quesito. Com certeza já recebemos muitas mensagens de carinho e apoio para um dia a ACRO também ter sua notoriedade internacional, com competidores à altura! Vários outros assuntos e ideias foram comentados entre nós, mas serão divulgados aos poucos, alguns até deixaremos como surpresa para os seguidores e entusiastas da ACRO.’’

– Murilo Rovina

Todos os demais membros, alunos e sócios da Associação agradecem mais uma vez toda a receptividade da FAI, e a representação no Brasil através da CAB – Comissão de Aerodesporto Brasileiro, onde a ACRO é filiada e atua representando a Acrobacia no Brasil há anos.

Saiba mais sobre a FAI no seu site oficial e fique ligado sobre as principais competições aéreas no mundo!

FAI