Durante os dias 30 de novembro e 1º de dezembro no auditório do Aeroclube de São Paulo no Campo de Marte, foi realizada a primeira edição do ASA BRASIL, evento promovido pelos pilotos do Esquadrão de Demonstração Aérea que visa a unir as associações, organizadores e expositores envolvidos no cenário do show aéreo brasileiro.

A Associação Brasileira de Acrobacia foi convidada a participar e ao segundo dia, teve a oportunidade de promover uma breve palestra aos presentes apresentando um pouco da Associação atual, sobre quem é, como se organiza e quais são os objetivos.

”Atividade muito importante, não podemos esquecer que nossa associação fora fundada pelo lendário Coronel Braga e nem preciso dizer o quanto ele gostava de acrobacia e show aéreo, também quanto ele gostaria que as próximas gerações continuassem o seu legado sendo civis ou militares. Sentimo-nos honrados e aceitamos prontamente o convite de nossos amigos da Esquadrilha da Fumaça! ” - Jorge Rodrigues

Jorge Rodrigues em sua apresentação pela ACRO

Jorge Rodrigues em sua apresentação pela ACRO – Foto por Sargento Ribeiro

O evento foi dividido em 2 dias de palestras. Além do pessoal do EDA, anfitrião do evento, entidades como ANAC, CBA, COBRA, SIPAER, FAB e diversos expositores estiveram presentes.

A primeira palestra do primeiro dia foi efetuada pelos pilotos da Esquadrilha da Fumaça, onde apresentaram como é sua rotina, seus treinamentos e sua missão pelo Brasil e no exterior, bem como sua experiência no ICAS – International Council of Air Shows, que é um comitê com sede nos Estados Unidos, que organiza e regulamenta todos os shows aéreos na América do Norte.

Todas as palestras possuíam intervalos onde os presentes podiam interagir entre si, aproveitando o breve momento para novos contatos e parcerias.

O evento teve boa repercussão e dentre os principais sites de aviação, logo estava na página do site oficial da Força Aérea Brasileira:

http://www2.fab.mil.br/eda/index.php/2014-12-11-17-51-57/983-sete-apresentacoes-movimentam-o-dialogo-sobre-atividades-aereas-no-evento-asa-brasil

A segunda palestra foi focada na captação de marketing e visibilidade dos eventos, como através de uma boa organização um expositor pode demonstrar sua marca nestes eventos que historicamente sempre possuíram um grande público.

Finalizando o primeiro dia de evento, o pessoal do SIPAER expôs como é feita a mitigação de riscos para a organização de um show aéreo, os custos de um acidente, toda a parte de segurança de voo e incentivo à atividade aérea.

No segundo dia fomos novamente recebidos no auditório do aeroclube e na primeira apresentação do dia a ANAC expôs a visão da Agência perante às aeronaves experimentais e como poderiam ser usadas para fins comerciais, tema tal que despertou a curiosidade da maioria dos presentes, pois a maioria das aeronaves utilizadas em shows aéreos no Brasil são experimentais.

Logo após a ACRO e a CBA dividiram o palco sob as representações de Jorge Rodrigues (ACRO) e Francis Barros (CBA), cada um expondo o ponto de vista de sua entidade perante o tema ”Regulamentação de Competência Acrobática”.

ACRO e CBA dividindo o palco

ACRO e CBA dividindo o palco

A ACRO teve uma breve apresentação, pôde expor seu método organizacional interno, feito de modo a mitigar riscos e promover o aumento do nível do treinamento de acrobacia aérea, principalmente das novas gerações do esporte que chegam, bem como anunciar seus objetivos para as próximas temporadas.

A organização do evento ASA disponibilizou os slides de todas as palestras e estas podem ser acessadas através do link: http://www.fumaca.org/asa/. Podendo dar continuidade às discussões e tirar quaisquer dúvidas posteriores, também disponibilizamos ao final de nossos slides os contatos oficiais da ACRO.

Seguindo nas palestras do segundo dia, tivemos o presidente da COBRA, Confederação Brasileira de Aeromodelismo, onde expôs toda a operação de aeromodelos (hélice e jatos) nos shows aéreos, como sua logística, como efetuar o curso e tirou todas as duvidas de como praticar este esporte.

 A ANAC, Agência Nacional de Aviação Civil, em sua última palestra mostrou todas as regras para a realização de um show aéreo, sendo expositor, organizador ou demonstrador.

Finalizando o segundo dia de atividades, a Força Aérea Brasileira expôs todo o método organizacional do show aéreo da base de Anápolis e a necessidade de um calendário anual de eventos para fomentar todas as regiões do Brasil com eventos evitando a coincidência de datas com um maior planejamento.

A ACRO esteve presente nestes dois dias de evento e foi representada por 5 de seus associados ativos, Murilo, Altimar Jr, Daniel e Jorge, diversas lições foram aprendidas e serão disseminadas internamente para todos os demais. Acreditamos também que mais uma missão foi cumprida e ficaremos na esperança de poder estar presentes nos principais eventos aéreos de 2017.

Um fato interessante e marcante foi a visita dos diretores atuais da ACRO ao acervo histórico do Aeroclube de São Paulo, anexo ao auditório onde a palestra foi realizada. Nessa visita, os integrantes da Associação puderam entrar em contato com a história da acrobacia no Brasil e especialmente da própria ACRO. O primeiro emblema (ou bolacha) utilizado está conservado junto com algumas fotos de célebres pilotos e suas máquinas, no museu do ACSP. O momento rendeu belas fotos para os novos membros da instituição, que ostentavam a nova bolacha da ACRO, que é a quinta da história.

Para conferir mais detalhes a respeito dos emblemas, leia a matéria:

http://www.acrobrasil.com.br/a-historia-das-bolachas-da-acro/

Esperamos que a acrobacia no Brasil continue a ser discutida, sempre com foco no ensino e aprendizado seguros, visando sempre a prática correta e com responsabilidade. São esses alguns dos princípios que a ACRO preza e exerce em seus treinamentos.

E que venha a próxima temporada!

Os presentes - Foto por Sargento Ribeiro

Os presentes – Foto por Sargento Ribeiro